Quem está se preparando para concorrer a uma vaga em um curso superior sabe a importância dos estudos para se sair bem nas provas. Mas, o que muita gente não sabe, é a relevância da redação para vestibular.

Entretanto, há quem sabe a importância da produção textual para os processos seletivos das melhores universidades, mas não sabe como se preparar para essa prova.

Na maioria dos vestibulares e no Enem, a redação é de grande importância na pontuação final. Podendo até ser o fator que define se você conseguirá a vaga ou não.

Agora que já sabe a importância dessa etapa para entrar na universidade, preparamos um artigo para te ajudar a fazer uma excelente redação para vestibular. 

Preparação para a prova

Um dos maiores erros dos vestibulandos é estudar apenas para as questões objetivas ou dissertativas de um vestibular e acreditar que não é necessário uma preparação para a redação.

Vamos mudar essa mentalidade – um bom texto não “surge na hora”, simplesmente. É necessário muito preparo para se produzir uma excelente redação para vestibular.

Entenda os gêneros e tipos textuais

O Enem e alguns outros grandes vestibulares, como a Fuvest e a prova da Unesp, cobram a realização de um texto dissertativo-argumentativo. Porém, não é assim em todos os processos seletivos!

Outras universidades que aplicam o vestibular tradicional podem exigir a produção de um texto em outro gênero, como carta, artigo de opinião, etc. Isso é muito comum em faculdades do sul do país.

Por isso, é importante que você leia o edital de todos os vestibulares que vai participar. 

Em alguns casos o gênero exigido não é divulgado antes da prova. Sendo assim, é importante que você estude sobre os diferentes tipos e gêneros de texto para ficar preparado para o que vier.

Aumente o seu repertório sociocultural

Escrever uma redação para vestibular exige o conhecimento de atualidades. É muito comum você precisa entender os assuntos que estão em alta para compreender e saber falar sobre o tema proposto.

Além disso, um repertório sociocultural amplo te ajudará a fundamentar as suas ideias, desenvolvendo boas estratégias argumentativas.

Por isso, busque sempre ficar por dentro dos assuntos que estão sendo mais discutidos por meio de jornais e portais de notícia, por exemplo.

Além disso, leia livros, assista documentários, ouça podcasts e adote outras ferramentas que te ajudem a ampliar o seu conhecimento acerca de diferentes eixos temáticos.

Tudo isso será fundamental para que você consiga cativar a atenção do leitor, mostrar a profundidade dos seus conhecimentos e estruturar uma boa redação para vestibular.

Pratique com diferentes temas

Já que acabamos de falar sobre a importância de aumentar o repertório sociocultural, também é importante ressaltar o quanto saber abordar diferentes temas é fundamental para se sair bem.

Em grande parte dos casos, o tema da redação só é divulgado na própria prova. Sendo assim, você não sabe de antemão o assunto que deverá abordar e nem mesmo o eixo temático ao qual ele pertence.

Existe uma infinidade de temas que podem ser exigidos, que vão da saúde e educação à tecnologia, por exemplo.

E como se preparar para possibilidades tão amplas? Treinando a produção textual para diferentes temas.

Existem plataformas que disponibilizam centenas de temas de redação para você praticar. Além de produzir o texto, você pode enviá-lo para corretores que avaliarão a redação de acordo com os critérios de correção dos vestibulares.

Refaça suas redações

Refazer redações sobre temas que você já fez uma vez é uma ótima opção para treinar o que você precisa melhorar nos seus textos.

Com as plataformas citada na dica de cima, que fazem a correção das suas redações, é possível identificar quais pontos precisam ser desenvolvidos e acompanhar a evolução das suas notas ao longo do tempo.

Refazer as redações não é perda de tempo e sim uma chance de melhorar os pontos necessários para produzir um texto excelente.

Confira exemplos de redações com nota alta

Se você quer ser bom em alguma coisa, além de praticar é importante ter as suas inspirações para identificar como você pode fazer melhor, certo? Quando estamos falando de redação para vestibular também funciona assim!

Você pode conferir exemplos de redações que alcançaram uma boa pontuação e identificar as técnicas utilizadas pelos autores que você também pode começar a usar.

Quando estiver lendo, pense em questões como:

  • como o autor organiza o texto?
  • quais são as suas estratégias argumentativas?
  • existe algum detalhe que pode ter tornado a leitura mais fluida?
  • como autor apresenta e conecta suas ideias?

Tudo isso te ajudará a ter uma visão mais crítica até mesmo sobre o seu próprio texto. Com isso, se consegue encontrar pontos para melhorar.

Fazendo a redação para vestibular

E na hora da prova, vamos te ajudar aqui também, com dicas para te orientar na produção da redação final.

Identifique o gênero textual

O primeiro passo é identificar o gênero textual exigido pela prova e relembrar, pelo que você estudou, quais são as suas características.

Tenha atenção a essa etapa, pois não escrever de acordo com o gênero e tipo de texto proposto pode até mesmo zerar a sua redação.

Alguns pontos para você se atentar:

  • qual é o tipo de linguagem? Mais formal ou informal?
  • qual é a estrutura de texto exigida por esse gênero?
  • quais fatores são essenciais?

Interprete o tema

Já sabe em qual gênero o seu texto deve se enquadrar? Então, está na hora de entender o tema. Aqui também é necessário ter muito cuidado, porque o tangenciamento ou a fuga do tema pode resultar em uma nota zero.

Após identificar a palavra-chave do tema, ou seja, a principal, busque compreender como as demais palavras delimitam o assunto a ser abordado.

Quer um exemplo? Pense no seguinte tema: “Impactos da flexibilização das leis ambientais brasileiras”.

Qual é o principal ponto desse tema? Está fácil: as leis ambientais brasileiras, certo?

Porém, não basta apenas falar sobre a legislação ambiental no Brasil. Afinal, existem outros termos no tema que servem para delimitar o que deverá ser abordado sobre esse assunto: “flexibilização” e “impactos”.

Nesse sentido, é fundamental que você aborde quais são as consequências causadas por uma flexibilização da legislação ambiental em nosso país. Caso contrário, é possível que você seja penalizado.

Além de ser fundamental para a sua pontuação, essa interpretação do tema te ajudará na própria produção do texto. Afinal, isso irá te orientar quanto ao que você deve abordar.

Aproveite os textos de apoio

Além de também te orientar acerca do tema que deverá ser abordado, os textos de apoio podem trazer dados que você pode aproveitar – com suas próprias palavras – na produção da sua redação para vestibular.

Por isso, não ignore as informações dos textos de apoio. Leia-os com atenção e separe aquilo que você achar interessante e que pode ser utilizado em sua própria produção textual.

Defina seu ponto de vista e uma estratégia argumentativa

Agora você já sabe sobre o que deve falar e como estruturar isso. Mas qual é o seu ponto de vista sobre o assunto e como você irá defendê-lo?

Em redações do gênero dissertativo-argumentativo, é fundamental que você posicione a sua tese e apresente argumentos que sustentam o ponto de vista colocado.

Existem diversas formas de apresentar os seus argumentos, que você provavelmente já conhecerá por ter praticado anteriormente. Assim, fica mais fácil definir, no momento da prova, qual é a melhor para o seu texto.

Construa um projeto de texto

Além de organizar as suas ideias, fazendo com que o seu texto não fuja do esperado, o projeto de texto é fundamental para você otimizar o seu tempo de produção da redação.

Nós sabemos que cada minuto é cronometrado no vestibular. Por isso, adotar estratégias que te ajudem a manter a organização e a economizar o tempo são fundamentais.

Fazer um projeto de texto é, basicamente, organizar os principais tópicos que você irá abordar ao longo da redação:

  • qual é o seu ponto de vista?
  • quais são os seus argumentos?
  • no caso do Enem: qual é a sua proposta de intervenção?

Tenha atenção à estética textual

Quando falamos de vestibular, a apresentação do texto conta muito! Primeiro, porque você precisa cativar o leitor logo de cara. Pensa no desânimo que dá pegar um texto para corrigir e se deparar com uma letra que não dá para entender, parágrafos mal organizados, rasuras mal feitas e escrita ultrapassando a linha?

Mas não é só isso. A estética textual é importante para que o seu texto possa ser compreendido, também. Afinal, o corretor precisa entender o que você está querendo dizer para avaliar a sua redação.

Por isso, muito cuidado na hora de passar o texto a limpo. Tente evitar erros, não ultrapasse os limites das linhas e capriche na letra!

Não se esqueça dos conectivos

A ausência e a repetição de conectivos estão entre os 10 erros mais cometidos nas produções textuais.

Os conectivos servem para dar coesão ao seu texto, mantendo as suas ideias organizadas e transmitindo para o leitor o seu pensamento como um todo.

Por isso, não deixe de estudar os conectivos e trabalhá-los ao longo de sua redação. Lembre-se sempre de tornar a sua leitura sempre o mais fluida possível para o leitor. Ele precisa entender o seu posicionamento central e, para isso, é necessário que todas as suas ideias estejam bem conectadas.

Revise a redação

Para concluir, não entregue a redação para vestibular sem dar aquela última boa revisada. Esse momento é crucial para você identificar possíveis erros que passaram despercebidos, como a ausência de uma vírgula ou um acento, por exemplo.

A revisão faz parte da sua prova de redação, é uma etapa essencial para que você não perca pontos de bobeira.

OFERECIMENTO:

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here